Um ato de bondade não me custa nada

Não existem palavras para descrever o sentimento de consciência espiritual que recebemos quando damos algo, por menor que seja, a outra pessoa

Às vezes, parece que existe tanta coisa errada com o mundo, que poderíamos também nos esquecer de tentar mudar algo. “Afinal de contas”, pensamos, “o que posso fazer no mundo? Sou apenas uma pessoa”. Se nossas preocupações são tão amplas que desejamos a paz mundial ou tão pessoais a tarefa parece dominadora. “Tanto trabalho para fazer, tão pouco tempo”, suspiramos, às vezes, pensando se jamais faremos algo de bom. Surpreendentemente, a menor das contribuições pode fazer a maior diferença. Ganhar mais da vida do que uma existência ordinária e penosa requer muito pouco esforço de nossa parte. Somos transformados pela profunda satisfação que experimentamos quando elevamos o estado de espírito de apenas uma pessoa. Quando sorrimos para alguém que está carrancudo, quando deixamos alguém ir na nossa frente na rodovia, quando ligamos para um amigo apenas para dizer que nos importamos, entramos no reino do extraordinário. Quer mudar o mundo? Comece hoje à noite com alguém que está sentado a seu lado e depois imagine seu ato de bondade multiplicado. Uma pessoa de cada vez, cada um de nós faz uma diferença.

Um ato de bondade não me custa nada, mas é inestimável para quem o recebe. Hoje, eu serei gentil com alguém.

Anúncios

Publicado por

marceloreginato

O conhecimento serve para encantar as pessoas, não para humilhá-las.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.