Anúncios

O que eu posso fazer para ser feliz? Onde posso encontrar a felicidade? Essa dúvida impera no coração e na mente de muita gente. O segredo da felicidade é uma preocupação cada vez mais importante na era moderna. A busca por felicidade se tornou preocupação mundial. Um filósofo diz: o mundo inteiro está em busca louca por felicidade. Uma pesquisa feita em aproximadamente 48 países concluiu que as pessoas de todos os cantos do mundo considera felicidade mais importante do que ter um objetivo na vida, do que ser rico ou do que ir para o céu. Felicidade é a palavra da vez. A filosofia disse que a busca pela felicidade é uma das poucas coisas na vida que tem um fim em si mesma, porque ninguém quer ser feliz para alguma outra coisa traz ser feliz é o objetivo máximo de todos os coisas. Gente casa e deixa de estar casada para ser feliz. E, em busca de felicidade as pessoas compram um carro, e trocam o carro. As pessoas fazem qualquer coisa para alcançar felicidade. Porque ninguém quer ser feliz para outra coisa: todo numa caixinha feliz… Para ser feliz.

No entanto, ocorrem dois equívocos acerca da felicidade. O Primeiro está em acreditarmos que a felicidade é algo que se pode adquirir. As revistas de famosos, a publicidade -das propagandas de margarina ,as de bancos -todos dizem que seremos mais felizes quando tivermos aquilo que nos oferece. Nos mostram pessoas, a mesa, consumindo o que estão tentando nos vender , e essas pessoas estão sempre sendo felizes. Oscar Wild diz que no mundo “só há duas tragédias – uma eu não conseguir o que se quer, outra é conseguir”.

Isso é percebido logo após adquirir um carro novo, por exemplo, pois a alegria da compra não dura mais do que poucos meses. Mal estamos com um carro novo e essa alegria já substituída pelo desejo de outro melhor. O pastor ed René Kivitz explica, então que felicidade não é o lugar aonde se chegar, mas no jeito como se vai. Felicidade não é coisa. Felicidade não é ganho. Felicidade não é lucro. Ter as coisas não nos faz felizes.

O segundo equívoco sobre felicidade está em considerarmos que ela deve ser algo permanente. Concordo com Guimarães Rosa quando diz que felicidade mesmo, ser feliz como estado permanente, não existe. Acontece em raros momentos da distração. Mário Sérgio corttela define felicidade como uma vibração intensa, onde você sentir a vida te levar ao máximo, mas ela não é um estado contínuo, são instantes. No desejo de sentir a vida vibrar sempre estamos confundindo felicidade com euforia. E para tentar ter felicidade sempre estamos recorrendo as drogas, aos fármacos, a bebida e a qualquer outra coisa que possa nos anestesiar da realidade, ajudando a fugir dos desprazeres. Na verdade, a felicidade não está no dia do casamento. Na festa existe folia. Felicidade se constrói depois, numa vida a dois, tristeza após tristeza, dificuldade após dificuldade. Porque uma vida feliz não é uma vida livre de tristeza.O estar feliz não é para sempre não é todo dia, e nem poderia ser – se fosse, ficaríamos acomodados. Até porque a insatisfação é a mãe do progresso existe uma fórmula antiga na filosofia para definir felicidade: felicidade é igual a realidade menos a expectativa

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: